sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Foram criados depósitos em regiões isoladas que agora são fornecidos por camiões-pipa. Quando o açude seca, é esta a única fonte de água para a população. Em situações de emergência como a que se vive actualmente, a água fornecida não é sequer potável. É preciso deixar sedimentar, decantar, filtrar e tratar com cloro antes de beber.



Em anos normais, a chuva que cai no telhado é recolhida e levada até à cisterna por uma caleira.




Há quatro ano que não chove o suficiente e por isso a cisterna está agora cheia de água trazida pelo camião-pipa.





A água é trazida da cisterna para casa com um cântaro tradicional, que também é usado para decantar.





Em casa da Dona Gorete há dois filtros de cerâmica, tal como na casa onde me encontro hospedado em Fortaleza. Antes de se vulgarizar a utilização de garrafões de água de marca, utilizava-se este tipo de filtro em todo o lado. Infelizmente já só se encontra em zonas rurais.






Sem comentários: