quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

últimas, últimas, últimas

Farto de ver o Escrotínio definhar e porque a escrita se trabalha - palavra que parece mover simpatias e antipatias, em mais um episódio do vamos discutir a metafísica do conceito à esquerda, enquanto à direita o assunto se resolve facilmente: o trabalho existe logo gere-se e comercializa-se - proponho-me colocar aqui um texto por dia. Veremos como corre. O de hoje está feito.

Sem comentários: