segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Resumindo, a emigração como forma de escravatura de que fala o Sérgio Lavos tem causas que já foram muito bem identificadas. Tal como "a crise", esta vaga de emigração foi potenciada por medidas concretas e que podem ser revertidas. Foram elas a desregulação da prestação de serviços na europa (com as ETTs a poderem contratar onde quiserem dentro da europa), a precarização do código laboral e um estado social cada vez mais fraco que pouca esperança dá a quem equacione ficar. São razões muito concretas que vão muito mais longe do que "a atitude negativa dos portugueses" ou "a depressão colectiva" de que tanto gostam de falar.

1 comentário:

sb disse...

que mais se esperaria de quem afirma como principal objectivo recuperar a confiança (!?) dos mercados ao dar boa imagem (!?) do país?
mas não vi muito do programa, mudei de canal depois de ouvir a expressão desígnio nacional pela décima vez.
chega a ser incrível como há mais sumo num programa de comentário futeboleiro, naqueles em que falam de futebol, do que na maior parte destes talk shows, em conjunto ou a solo.