domingo, 21 de outubro de 2012

diz-nos miguel cadilhe que é preciso renegociar a dívida, pagamos tudo sim senhor, mas sem juros. Uma renegociacao "honrada" diz ele. Já vem tarde esta mudanca de rumo nas cabecas pensantes da economia respeitável em portugal. E nao deixa de ser curioso os artifícios utilizados para continuarem a viver no seu mundo de fantasia, fingindo continuar a jogar pelas regras, mas pedindo apenas uma folga enquanto endireitamos as costas antes de prosseguir com o calhau colina acima. O capitalismo voltará dentro de momentos, por agora suspendamos os princípios---em breve voltará tudo ao normal. Esperemos que nao.

1 comentário:

sb disse...

voltará? pois cremos que sim.

mas nos últimos tempos já li ou ouvi pelo menos três vezes que nunca existiu ou, pelo menos,que agora não existe. ele há coisas levadas da breca.

um dia dar-me-ei ao trabalho de ler toda a historieta dos ideólogos do lado de lá para perceber se há ou não. no entanto, parto já com uma certeza, não existirá - e nunca existiu - como vem descrito nos livros. é uma daquelas evidências da impossibilidade material e teórica de uma biblioteca conter o mundo. o que é uma maravilha, a única pena é que sirva tanta retórica.

de resto, a única inevitabilidade é mesmo o regresso do capitalismo. ora se tudo se constrói por cima das ruínas do que foi, não será propriamente fácil abalá-lo de uma vez. compete-nos ir explodindo,lentamente, com as fundações. e, entretanto, ver o nosso salário depositado no banco todos os meses. há coisas inevitáveis.