terça-feira, 2 de outubro de 2012

aí está ele!

O inverno...

E com ele aproxima-se aquela altura do ano em que eu fico em casa, aborrecida, preguiçosa, a faltar ao trabalho porque invento que estou doente e que estou chateada com o escritório e a fazer o portfólio (e estou, e desta vez vou mesmo embora, aquilo já deu o que tinha a dar e o meu aumento salarial foi uma vergonha de merda, ide para a p*ta que vos pariu mas é). Mas também a sentir-me mal comigo mesmo 1º por ser uma miséria de rapariga que fica em casa a dizer que está doente (ai se a minha avó soubesse) 2º por não ser um talento como os meus amigos que agora não param de mandar mails para me convidar a abrir as suas exposições ou ir às suas conferências. Bosta. O que é que eu ando a fazer de errado...?

E pronto, é a altura em que eu vos dou um update da minha vida pessoal e alguns hints da profissional... Eu sei que não é muito interessante. Ah e isto porque para vos ser sincera, estive em portugal no 15 de Setembro sim senhora, mas não me fui manifestar porque estava com uma alemã e fomos ver as vinhas no douro, mais o museu de foz côa e a terra dos meus avós. E o programa era tão preenchido que só deu mesmo tempo dar uma espreitadela na televisão antes de comer o arroz de polvo e abalar para a festa de Santa Eufémia. Mais uma vergonha por não ter apoiado o meu país no seu grito de protesto contra esses governantes que parecem ser uma vergonha, mas confesso, os disparates que se leem no público são tantos que uma pessoa perde o interesse assim de longe.

Portanto considero-me incapaz de dirigir uma única crítica aos governantes portugueses, mas se eles forem como os meus chefes então olhem: ide para a puta que vos pariu com eles. Sem estrelinha e tudo.

É porque no jornal, ou dia que roubam ou não fizeram o curso todo e dizem que fizeram, é sempre o mesmo, não é preciso ler todos os dias. Ainda assim paguei o bilhete no museu de foz côa e fechei a temporada balnear de duas piscinas municipais o que penso que deve ter tido algum impacto positivo na economia de portugal, para além de o ter publicitado a um povo sobejamente conhecido por ser endinheirado.

E pronto, é tudo, fica assim marcada a abertura de uma época chorrilho de disparates e como aqui também não se sabe muito bem do que se fala, falo eu de mim .

Sem comentários: