sábado, 7 de janeiro de 2012

para a democracia não implodir, faz-se o quê?

a) se um primeiro-ministro não trabalha quando está numa sessão da assembleia da república, faz o quê?


b) se um presidente da república não demite um primeiro-ministro que quando está numa sessão da assembleia da república pensa que não trabalha, faz o quê?


c) sabemos, claro, que o que ppc queria dizer não era bem o que disse, era outra coisa.
mas se um primeiro-ministro diz muitas vezes o que não queria dizer, prova o quê?

d) e nós todos, que assistimos a isto, devemos fazer o quê?

3 comentários:

Anónimo disse...

e porque é que não há-de implodir?

sb disse...

do meu ponto de vista, porque não conheço uma forma de organização política capaz de ser posta em prática e que me agrade mais.

do ponto de vista do anónimo, talvez haja outras.

no entanto, concordaremos pelo menos numa coisa. esta não nos agrada.

deixo, já agora, uma pergunta ao anónimo: que regime preferiria a um regime democrático (ressalvando-se desde já que uma democracia participativa é, ainda, uma democracia)?

Anónimo disse...

a questão está na ressalva…