sábado, 19 de novembro de 2011

este homem está louco. ler mais aqui. sem dúvida, o facto de este tipo de discurso ser actualmente aceite sem grande escandalo é um sinal dos tempos. Em circunstancias normais nao seria preciso sequer comentar um texto deste nível, ele fala por si. Mas nos últimos anos houve um avanco deste tipo de ideias: ouvimos multiplicarem-se os apelos a "suspender a democracia", a governos de "salvacao nacional", a ministros e comissoes de "técnicos" e a "pacotes de ajuda" que deslocalizem as decisoes para longe de onde o povinho possa chatear (berlim e bruxelas). Urge acabar de vez com este avanco e rebater sem dó nem piedade os seus argumentos. Com a pressa de nos libertarmos da "crise" esquecemo-nos que a democracia e a liberdade nao sao apenas um meio para atingir um fim de bem estar generalizado. sao também um fim em si. Nem conselhos de sábios nem ditadores iluminados conseguem identificar as nossas necessidades ou os nossos reais problemas: somos nós que os transmitimos, através de cadeias de informacao livres, que permitem aos "homens públicos" chegarem aos "homens privados". o argumento de que para melhorar a relacao entre dois países se justifica por travoes na liberdade de imprensa revela uma visao muito limitada do mundo e da história. o ditadorzeco local em angola ou noutro qualquer lugar sabe que a imprensa é livre noutros locais. nao lhe passa pela cabeca pedir ao david cameron para censurar a bbc de modo a prosseguir com os seus negocios. Se lhe passa pela cabeca pedir ao passos coelho semelhante coisa, o pedido apenas revela o estado da liberdade de imprensa no nosso país: que é "de jure", mas com jeitinho até se consegue evitar esta ou outra notícia. por isso é que nesta e noutras questoes, a mais absoluta intransigencia é necessária. e até onde é que iríamos com esta excepcao? proibir-se-ia toda a crítica à troika ou à uniao europeia, porque isso prejudica a imagem de portugal lá fora? será que somos mesmo o "bom povo portugues"?

2 comentários:

Anónimo disse...

e já viste a entrevista no DN?

não dá para acreditar:

http://www.dn.pt/revistas/ntv/interior.aspx?content_id=2131516

"oiça, as velhinhas vão falecer!"

Anónimo disse...

perguntas feitas a estudantes à porta do Técnico, da Fac. Ciências, da Fac. de Direito e da Fac. de Letras.

"Quem pintou a Mona Lisa?" - Leonardo di Caprio
"Qual a capital dos EUA?" - Inglaterra? Califórnia?
"Quam escreveu o Evangelho Segundo Jesus Cristo?" - Não sou uma pessoa religiosa.

Tudo aqui, neste vídeo:

http://www.sabado.pt//Multimedia/Videos/Vox-Pop/VoxPop--A-ignorancia-dos-nossos-universitarios.aspx?id=411304