terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

De Oeste, nada de novo

http://english.aljazeera.net/indepth/opinion/2011/02/20112171917741164.html

este artigo traz-me uma vaga lembrança da américa do sul da segunda metade do século passado.

nota: não faço puto de ideia quem é o gajo que escreve, portanto, para mim funciona como uma advertência. a posição anti-americana até pode estar a ser levada longe de mais. em última análise, as cautelas da administração americana sobre a possível existência de um vazio de poder podem sempre ser justificadas com o receio da chegada do fundamentalismo islâmico ao poder. Se a Irmandade Muçulmana o representa no Egipto? Não sei.

e já agora:
http://english.aljazeera.net/indepth/features/2011/01/201112792728200271.html

2 comentários:

Anónimo disse...

el baradei e a irmandade muçulmana acalmaram as hostes, aconselhando à calma, não deixando o povo invadir o palácio presidencial. a revolução não venceu por isso. e como não venceu, vai ser agora esmagada. el baradei conseguiu o que queria: permitiu a obama dizer aos "dois lados" para não usarem da força, e para manterem a calma. tudo como dantes, portanto. entretanto, obama enviou para o egipto o seu especialista de guerra suja: Frank Wisner… gente já experimentada no kosovo, ao dar apoio ao traficante de órgãos…

belo cartoon aqui:

http://tempodascerejas.blogspot.com/2011/02/bem-sei-que-o-assunto-e-serio-e.html

a revolução não vai para a frente de forma nenhuma. e não nos enganemos: obama não deixará por uma só razão - palestina.

Anónimo disse...

US envoy's business link to Egypt
Obama scrambles to limit damage after Frank Wisner makes robust call for Mubarak to remain in place as leader.

By Robert Fisk in Cairo

ver aqui: http://www.independent.co.uk/news/world/americas/revealed-us-envoys-business-link-to-egypt-2206329.html