domingo, 7 de novembro de 2010

A grande descoberta da semana foi o trio de pablo held, em grande forma a apresentar três músicos (pois, é um trio...) em perfeita comunhão. Ontem no Festival de Jazz de Berlim, cerca da uma da manhã, tocou-se um set contínuo de 75 minutos. Um elogio à gestão de ideias musicais, ao sentido rítmico de baixa frequência e àquilo que deve ser a estrutura de um set de jazz.

Em oposição ao outro concerto da noite, onde um Peter Bolte (sax.) dotado tecnicamente se perde com a mesa de electrónica entregue ao pobre Jim Campbell, explorando durante uma hora a mesma ideia que acaba como começou. Zero de comunicação entre os dois. Na mesa de mistura aconteceram uns loops e uns efeitos de trazer por casa, um contrabaixo tinha feito melhor figura e ficava mais barato...

Fica um excerto do Pablo Held trio, o concerto de ontem talvez esteja em breve disponível online no sítio da WDR 3.

ENCORE von Pablo Held

Sem comentários: