sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Aconteceu em Portugal entre as 12:17 e as 12:23

Foram seis minutos plenos de burlesco.

Tenho que ser rápido e por isso mesmo prossigo uma descrição narrativa.

Aproximadamente às 12:17 um comentador da rtpn tratava os números do crescimento económico português, mostrando a diferença verificada entre o crescimento homólogo positivo da economia portuguesa e o crescimento em cadeia que era, por sua vez, negativo.

Na sequência, referia ser essa a base para a diferente do governo e da oposição ou de outros analistas económicos, ressalvando que o impacto do PEC iria fazer desacelerar o crescimento da economia portuguesa em 2010 para os 0,7% previstos pelo governo.

Depois, referia o crescimento brutal da Alemnaha, de 2,2% em cadeia, o maior desde a reunificação, sendo esse um bom sinal para o desenvolvimento das exportações portuguesas.

Comando, zap, 5, SicNotícias.

Eis que surge figureta indescritível e balbuciante do PSD a comentar. Foi aqui que se aprofundou o burlesco. Uma péssima notícia para Portugal sustentada em argumentos como, então o PM não viu os mesmos números que eu e nem sei onde os foi arranjar, a repetição da cartilha do bom aluno porque Portugal é o último de uma equipa em recuperação e o fraco crescimento dos Estados-Unidos, bem, reproduzo a pérola: "Foi nos estados-unidos que a crise começou e portanto...mhhh.zzzzhhh...muuuuuu....foi fundo...hion hion hion...chlap chlap com a cauda no bzzzz da mosca....e há um apoio ao dólar".


(em revisão)

3 comentários:

Anónimo disse...

quêêêêê?

segismundobrotafrontes disse...

exacto.

segismundo brota-erros disse...

aliás. corrige-se. o crescimento em cadeia não era negativo, era de 0,2%.