terça-feira, 12 de janeiro de 2010

é realmente importante ter como objectivo o “crescimento”?

A estagnação ou mesmo o decrescimento do PIB em Portugal, neste momento, por exemplo, equivaleria a uma estagnação do progresso? Atente-se novamente na equação do PIB a cima e pense-se se não há margem para baixar certos consumos, certos gastos do Estado, certos investimentos, certas exportações e viver ainda melhor, com mais tempo, com menos poluição, mais saúde e mais igualdade e justiça social…

http://en.wikipedia.org/wiki/Development_economics#Growth_indicator_controversy

1 comentário:

Anónimo disse...

O PIB é um dado cada vez mais irrelevante do bem estar das populações. Há índices de desenvolvimento social bem mais realistas e que reflectem bem melhor a realidade da esmagadora maioria das pessoas.

Depois há ainda outra questão: a economia tem que crescer para haver bem-estar? O PIB tem que evoluir favoravelmente? Será a estagnação (não crescimento e portanto manutenção do bem-estar) algo necessariamente mau? E se houver uma reditribuição de riqueza mais justa, com o mesmo produto existente, será preciso aumentá-lo no próximo ano?