sábado, 25 de abril de 2009

e passava assim sem ninguém dar conta?

nem que seja só por pudor, ou para cumprir o objectivo de uma sociedade laica que substitui a comemoração religiosa por uma outra em que o povo se festeja a ele próprio (ou então ao otelo).

25 de abril sempre! fascismo nunca mais! e agora um cravo.

somos filhos disto somos, ai somos somos

Sem comentários: