terça-feira, 13 de janeiro de 2009

ocorreu-se-me uma blague para o blog

à porta do inferno estavam satanás e celso*, o são pedro lá do sítio.

satanás, enquanto vinha á porta fumar um cigarro: como é que isso vai de chegadas?

celso: vai de requiem, satanás.



agora façam lá aquele breve silêncio como quem anui mas não acha graça nenhuma. e olhem que graça, em boa verdade cristã, não a tem.


*autor romano do séc. I d.C. [e que impropérios aveludados diria o próprio deste d.C.] de um livro que promete mais do que concretiza mas que não deixa de ter piada e que se intitula Contra os Cristãos

1 comentário:

segismundo brota-estupidezes-que-vão-avançado-da-hora-que-é-assim-em-lona-verde-para-se-confundir-com-os-pinheiros-do-camping disse...

e esta blague continua a ter todo seu sentido se modificarmos a situação e dissermos, enquanto ateus e colocando tudo no mesmo saco, o mal e o bem e por aí fora, vai de requiem, satanás. para quem não quer o céu, que coisa melhor do que oferecê-lo a satanás. seria visão bonita. ou então, dizê-lo mesmo ao ratzinger, que aliás tem bem cara de mafarrico, e no que assume um juízo de valor em relação ao tal bento, que de bendito só o facto de se calhar ser desta que se enterra aquela coisa de vez. se puderem deixar despojos, agradeço uma pequena parte que a cotação do ouro está alta.