domingo, 7 de outubro de 2007

Taça mundial de futebol gay!

Numa altura em que se homenageia calorosamente a selecção nacional de rugby, ao que parece lobos, pelas maiores cavazadas(não sei se o termo existe mas parece vir de cavar) da história do desporto português, tal não é o meu espanto (cá do alto do meu preconceito sexista claro) ao ter conhecimento deste prestigiante evento desportivo. A taça mundial de futebol gay é organizada pela associação internacional gay e lesbica de futebol (IGLFA) e este ano contou com a participação de 28 equipas tendo ganho o torneio a selecção da Argentina (imagine-se!!!). Ora se até aqui não existe grande supresa, nesta sociedade globalizante dos nossos dias, o mesmo não poderei dizer do regulamento do torneio. Pois é meus caros. A organização permite increver 3 jogadores heterosexuais por equipa. Estava tudo a correr tão bem...estragaram tudo.Faz-me lembrar o campeonato sub 21 dos jogos olimpicos que permite increver 3 atletas com mais de 21 anos porque os putos são tão maus que as receitas de bilheteira não dão para pagar a rega da relva.
Tendo em conta que não existe nenhuma equipa das quinas representada, proponho-me a organizar uma. Como tal, cá vai:

Guarda-Redes: António Calvário (capitão), pela sua idade e experiência nestas coisas de apanhar bolas.
Defesa Esquerdo: Rui Zink, não sei muito bem porquê mas merece ser convocado.
Defesa Direito: Simone de Oliveira, pela sua, ao que parece, nova versatilidade em subir e descer com facilidade.
Defesa Central:Herman José, robusto e com leitura de jogo comprovada.
Defesa Central: José Castello Branco, com um defesa destes qualquer avançado de bom senso visual se assusta.
Médio defensivo(trinco): José Socrates, notável capacidade de derrume de adversários e ombro a ombro.
Médio Centro: eu próprio e 1º heterosexual, médio criativo BOX to BOX (ou como já ouvi para aí caixa a caixa.Não percebo...)
Extremo direito:Paulo Portas, não só pela sua capacidade de jogar na linha, mas obviamente porque para além de ter a direita apurada, é extremo.
Extremo Esquerdo:Carlos Cruz, porque com este drible pequeno ninguem o apanha.
Avançado Centro: Padeira de Aljubarrota e 2º heterosexual, notável capacidade para se esconder dos adversários e resolver quando chamada a intervir
Avançado Centro(ponta de lança):Joseph Ratzinger e 3º heterosexual, dizem que o papa é de todos os povos como tal não vejo nenhum inconveniente. Quem melhor do que ele para a avançada desta equipa.

O próximo campeonato realiza-se no ano que vem em Londres. Acho que temos todos o dever como cidadãos de colaborar nesta tão nobre causa. Assim sendo, e embora pense que a táctica do losango não encaixa nesta equipa, peço-vos colaboração na escolha e decisão final do sistema e suplentes a levar. Rumo à Vitória (ups...acho que o Cunhal não ia gostar).

3 comentários:

swashbuckler disse...

o médio centro é claramente gay!

o de moskva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
o de moskva disse...

Não querendo ferir susceptilidades, devo esclarecer que o regulamento do torneio prevê que o numero máximo de heterosexuais seja de 3.Como tal, podem ser incritos apenas dois. Aceito trocar a minha posição por outro comparsa qualquer. A questão é apenas a da equipa poder ficar a perder...Mas meu caro André, brecht das beiras, aceito se pretenderem jogar só com dois, sendo que tomarias a minha posição de médio criativo...eheheheh....pfff..bichas ofendidas.lololol